Custo benefício do Torneio da Flórida é divide opiniões no Fluminense
Custo benefício do Torneio da Flórida é divide opiniões no Fluminense

Viagens, sessão de autógrafos e pouco tempo para treinar. O torcedor deve se perguntar qual a vantagem para o Fluminense em abrir mão de uma pré-temporada dedicada somente aos testes e à preparação física para participar do Torneio da Flórida. A resposta para o inevitável questionamento divide opiniões e abre discussão sobre até que ponto os interesses comerciais podem influenciar os esportivos.

O maior benefício do torneio é um termo que já se banalizou na boca dos dirigentes esportivos: internacionalização da marca. A participação numa competição intercontinental (ainda que de caráter amistoso), com a presença de clubes europeus, é usada como trunfo na hora de convencer uma empresa de que vale a pena expôr sua marca no clube.

Neste sentido, os números ajudam. Segundo dados divulgados pela organização, o Torneio da Flórida gera mais de R$ 830 milhões em exposição de mídia. Ele será transmitido para cerca de 140 países, num total de 50 milhões de espectadores. De acordo com o instituto Ibope Repucom, a edição do ano passado entregou 64 mil aparições para mais de 120 marcas exibidas só na TV brasileira.

Por lá, os clubes participantes têm seus produtos vendidos em lojas. Consequentemente, suas marcas e dos patrocinadores são exibidas..

Esses atrativos, no entanto, não querem dizer que os clubes assinarão um contrato de patrocínio por lá. “No máximo, você volta com um bom contato”, conta um dirigente ouvido pela reportagem e que não quis se identificar. Muito menos que, ao voltarem ao Brasil, serão disputados por empresas ávidas em injetar verbas milionárias de publicidade. Trata-se apenas de uma aposta de médio prazo.

Fonte: Extra