Técnico do Palmeiras revela recusa pelo Flamengo em entrevista coletiva
Técnico do Palmeiras revela recusa pelo Flamengo em entrevista coletiva

Após a demissão de Zé Ricardo em meados do ano passado, um dos nomes que a diretoria do Flamengo se interessou para assumir o clube era o de Roger Machado, que havia sido demitido pouco tempo atrás do Atlético-MG.

Entretanto, o treinador que está começando sua carreira havia recusado o Rubro-Negro.

Na época, Roger explicou que achava melhor ficar afastado do futebol até o final da temporada e que só buscaria assumir uma nova equipe para 2018.

Entrevistado no programa Bola da Vez, da ESPN Brasil, Roger, hoje no Palmeiras, esclareceu como foi todo o ocorrido. Um dos motivos era seguir sua filosofia de trabalho que começou ainda nos tempos em que era jogador:

“Eu recebi uma sondagem, não foi convite, mas eu decidi seguir um planejamento que eu estabeleci quando eu decidi em 2014 deixar de ser auxiliar e ser treinador. Como jogador, eu trabalhei em três clubes e me considero um profissional realizado. Não me sentia à vontade pra trocar de clube. Eu transferi o mesmo desejo quando me tornei treinador de futebol, planejamento a longo prazo.”

Além de manter seu pensamento da época em que jogava, mais três pontos foram fundamentais para que o Flamengo recebesse o “não” do treinador:

“Ia sair de um compromisso e reavaliar o que foi feito, os prós e contras, o que foi bom e o que podia ser diferente, estudar outro compromisso. Um segundo ponto é decisão é a decisão familiar. Eu prezo por ficar ao lado das minhas filhas, um período perto delas. E terceiro também uma postura política com essa rotatividade (dos treinadores). Foi a contribuição que queria ter dado. Sou contra a termos uma estabilidade tão pequena.”

Fonte: Torcedores.com