Arnaldo: "Palmeiras alcançou o nível desse Fla, não o do Jesus"

12
Arnaldo: "Palmeiras alcançou o nível desse Fla, não o do Jesus"
Arnaldo: "Palmeiras alcançou o nível desse Fla, não o do Jesus"
Publicidade

Filipe Luís e Marcos Rocha em Flamengo x Palmeiras – Foto: Alexandre Vidal

UOL: O Palmeiras terminou a temporada 2020 com os títulos do Campeonato Paulista, da Libertadores e da Copa do Brasil, a tríplice coroa, em uma temporada que teve ainda o Flamengo como campeão brasileiro, carioca e com títulos da Supercopa do Brasil e Recopa Sul-Americana, mais um ano em que os dois clubes foram protagonistas no futebol brasileiro.

Publicidade

No podcast Posse de Bola #106, Arnaldo Ribeiro afirma que o Palmeiras termina 2020 como o time da temporada pelos títulos conquistados, mas jogará a de 2021 não como o time a ser batido, mas como um dos times a serem batidos, dividindo o favoritismo das competições com o Flamengo e também com o Atlético-MG pelo investimento feito no elenco.

“É um dos times e não é o time a ser batido, porque até foi interessante notar na entrevista do Abel Ferreira pós-título que ele disse que será mais difícil a partir de agora porque o Palmeiras passa a ser alvo, passa a ser um dos times, não o time a ser batido, porque eu acho que o que ficou claro nesses últimos cinco anos é esse predomínio de Palmeiras e Flamengo, e acho que agora o Palmeiras alcançou o nível desse Flamengo, não o nível do Flamengo do Jorge Jesus lá de trás”, diz Arnaldo.

“Quando você fala nessa temporada, se o Palmeiras é o time da temporada, ele é o time da temporada, dos três títulos mais importantes ele conquistou dois, o Flamengo conquistou um e o Flamengo conquistou, digamos, sem o brilho que tinha mostrado no outro ano com o Jorge Jesus, conquistou com méritos, mas sem brilho, então acho que eles estão no mesmo nível atualmente, embora pratiquem futebol cada um ao seu estilo”, completa.

Embora coloque o Palmeiras com o favoritismo dividido com Flamengo e Atlético-MG, o jornalista destaca o domínio de técnicos estrangeiros nas últimas temporadas, com Jorge Jesus, Abel Ferreira e agora outros clubes como São Paulo e Internacional também recorrendo a treinadores de outros países, o que pode tornar a disputa mais equilibrada esse ano.

“Na verdade, não está muito difícil a gente apontar favorito, nem favoritaço. Os três times mais fortes do Brasil em 2021, que emendou a temporada, continuam sendo aqueles que eram os mais fortes no início de 2020, com todas as oscilações, Flamengo, Palmeiras e Atlético-MG, cada um com a sua circunstância, o Atlético-MG estreou o Hulk, goleou, ainda não estreou o Cuca, mas é um dos times fortes dessa próxima temporada e tem muito a crescer ainda”, diz Arnaldo.

“Na comparação com os três, eu acho que tem o detalhe também do tal do técnico estrangeiro. O Flamengo e o Atlético-MG têm talvez os melhores técnicos brasileiros, eu acho que o Renato perdeu pontos nessa briga de um rol seleto, Rogério no Flamengo e Cuca no Atlético-MG, mas os gringos vêm dominando o futebol nacional, foram dois portugueses e mesmo aqueles que passaram, digamos, perto da conquista de título brasileiro ou de título importante esse ano, no caso o Internacional e o São Paulo, recorreram a técnicos estrangeiros para essa próxima temporada, que eu acredito que possa ser ainda mais equilibrada, mas com esses três favoritos destacados, Flamengo e Palmeiras pelos últimos anos todos e o Atlético-MG pela turbinada”, conclui.

Publicidade