Atenção! Flamengo processa a Ponte Preta por calote em negociação; entenda

4377
Publicidade

FUTEBOL INTERIOR: Se na Série B a Ponte Preta respira mais aliviada contra o risco de rebaixamento, no Poder Judiciário a Macaca segue acumulando novos processos. O mais recente é de uma ação em que o Flamengo cobra R$ 100 mil pela transferência do volante Matheus Jesus ao Estoril Praia, de Portugal.

Matheus Jesus foi revelado pelo Flamengo e negociado com a Ponte Preta em 2016. Na ocasião, o time carioca liberou o atleta e ainda manteve 20% dos direitos econômicos do jogador numa futura transferência definitiva. Contudo, o time campineiro teria ignorado o acordo e dado o famoso ‘calote’.

Publicidade

Em 2017, a Ponte Preta negociou Matheus Jesus com o Estoril Praia, de Portugal, numa negociação de R$ 500 mil. Pelo acordo com o Flamengo, a Macaca deveria ter transferido 20% sobre o montante líquido da transferência num prazo de 20 dias a partir do seu efetivo recebimento. E isso não aconteceu.

O time carioca alega na Petição Inicial que tentou de todas as formas receber o montante da Ponte Preta, mas sem sucesso. A Macaca nunca respondeu qualquer Notificação Extrajudicial.

A ação tramite na 5ª Vara Cível de Campinas e a Ponte Preta ainda não foi citada para apresentar defesa.

Em meio a mais uma ação na Justiça, a Ponte Preta venceu o Sampaio Corrêa na sexta-feira, por 3 a 2, no Majestoso, e assumiu o 14º lugar com 25 pontos ganhos. Abriu quatro pontos de vantagem para o Londrina, primeiro time na zona de rebaixamento.

Publicidade