Contestados no Flamengo, Michael e Vitinho ganham moral após gols do título

0
Contestados no Flamengo, Michael e Vitinho ganham moral após gols do título
Contestados no Flamengo, Michael e Vitinho ganham moral após gols do título
Publicidade

O Flamengo chegou novamente ao lugar mais alto do pódio, mas a vitória de 2 a 1 sobre o Volta Redonda, que garantiu o troféu da Taça Guanabara para a Gávea, teve uma assinatura diferente. Tidos como reservas em uma elenco “galáctico”, Michael e Vitinho se tornaram os nomes do Rubro-Negro na conquista, o que indica a força do elenco e faz com que ganhem “moral” para o restante de 2021, que promete ter um calendário para lá de apertado.

Autor do gol que abriu o placar no Maracanã, Michael iniciou a temporada, até certo ponto, com futuro incerto. Contestado após um 2020 abaixo do esperado, o camisa 19 voltou mais cedo de férias e esteve no grupo “alternativo” que começou o Estadual.

Publicidade

Vitinho, por sua vez, tem uma trajetória um pouco mais longa no Rubro-Negro. Reforço em meados de 2018, à época como contratação mais cara da história, nunca conseguiu engrenar. Com a chegada de Rogério Ceni, ano passado, passou a ter mais chances e virou quase que um “xodó” do treinador.

Os dois lutam pela confiança da torcida e por mais espaço no elenco e em um setor com forte concorrência, que conta, talvez, com alguns dos principais nomes do Fla, como Gabigol, Bruno Henrique, Everton Ribeiro e Arrascaeta.

O próprio treinador admitiu a importância da construção do triunfo ter passado pelos pés dos dois e lembra que, em breve, em meio à maratona de partidas, o grupo rubro-negro será colocado à prova.

“Fico muito feliz. O Vitinho e Michael se esforçam muito. Nem sempre têm oportunidade de jogar. Fizemos análise sobre o que colocar de melhor para ter um jogo agressivo. Eles começaram e foram contemplados, apesar de ter dois artilheiros em campo. O Vitinho está acostumado a fazer gol em finais, ele finaliza bem de fora da área. É importante ter no grupo. Em maio vamos ter nove jogos e vamos precisar rodar, colocar times alternativos, mesclar como foi hoje. Fico feliz por eles terem marcado”, disse Ceni.

Para esta partida, inclusive, o comandante rubro-negro optou por iniciar com um time misto. Na terça-feira, o Fla encara o Unión La Calera, do Chile, no Maracanã, na segunda rodada da fase de grupos da Libertadores. Um triunfo faz o time se isolar ainda mais na liderança do Grupo G.

“É o primeiro Carioca que disputo, mas, logicamente, convivo entre flamenguistas e sei da importância. Era o título que tinha para disputar e conquistar. Tem significado, sei que isso não atenua o Carioca, que é o principal, mas atingimos a nossa meta. É importante também destacar a vantagem na semifinal”, apontou o técnico.

Retirado de: UOL

Publicidade