Deputados aprovam mudança do nome oficial do estádio do Maracanã

183
Deputados aprovam mudança do nome oficial do estádio do Maracanã
Deputados aprovam mudança do nome oficial do estádio do Maracanã
Publicidade

Escudo do Flamengo é exposto próximo a um dos gols, no gramado do Maracanã (Foto: Daniel Castelo Branco)

Os deputados da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) aprovaram nesta terça-feira (09), em regime de urgência, a mudança do nome oficial do estádio do Maracanã de ‘Jornalista Mário Filho’ para ‘Edson Arantes do Nascimento – Rei Pelé’. O projeto ainda depende da sanção do governador em exercício, Cláudio Castro, para virar lei, e foi aprovado em votação simbólica. Apenas a bancada do PSOL registrou voto contrário.

Publicidade

O texto aprovado dá o nome de Mário Filho ao complexo, que inclui ainda o ginásio poliesportivo Maracanãzinho, o parque aquático Júlio Delamare e o estádio de Atletismo Célio de Barros. Integrante da única bancada a votar contra, o deputado Flávio Serafini (PSOL) questionou a mudança:

— O jornalista Mário Filho foi um jornalista não só comprometido com a democracia, como também extremamente atuante no campo esportivo — afirmou — Não posso negar que me dói imaginar uma mudança de estádio Mario Filho para Estádio Rei Pel — completou.

Autor do projeto, o presidente da Alerj, deputado André Ceciliano (PT), afirmou que a mudança não vai alterar a forma como o estádio é chamado:

— O Rei Pelé é o maior jogador de todos os tempos do planeta. Não tenho dúvida que o Maracanã vai continuar sendo chamado de Maracanã — discursou.

Líder do governo Cláudio Castro na Alerj, o deputado Márcio Pacheco também foi favorável à medida:

— Dar o nome deste símbolo mundial ao símbolo maior do futebol, que é o Rei Pelé, não é só muito justo, é necessário, ainda mais em vida — destacou.

Também nesta terça-feira a Alerj aprovou, em primeiro turno, a proposta de emenda constitucional (PEC) que desvincula 30% do saldo de todos os fundos estaduais, para custeio do Programa Supera Rio. Também aprovado pela Alerj, o programa foi sancionado pelo governador em exercício, Cláudio Castro, e garante auxílio emergencial de até R$ 300 às pessoas em situação de vulnerabilidade durante a pandemia de coronavírus.

Retirado de: Extra

Publicidade