Diferenças e semelhanças nos gols de Zico e Gabigol pelo Flamengo na Libertadores

6
Diferenças e semelhanças nos gols de Zico e Gabigol pelo Flamengo na Libertadores
Diferenças e semelhanças nos gols de Zico e Gabigol pelo Flamengo na Libertadores
Publicidade

Não se discute o lugar de Zico na história do Flamengo. Mas o Galinho de Quintino, o maior ídolo do clube, tem um dos seus feitos dividido com Gabigol: ambos fizeram 16 gols e são os artilheiros do rubro-negro na Libertadores. O atacante, muito provavelmente, ultrapassará o eterno camisa 10 da Gávea. A chance poderá acontecer já na próxima terça-feira, contra o Unión La Calera, no Chile.

Zico e Gabigol não são apenas os principais goleadores do Flamengo na Libertadores. A dupla carrega uma veia muito decisiva. O Galinho fez os gols do título de 1981, sobre o chileno Cobreloa, enquanto o atual jogador rubro-negro marcou duas vezes contra o River Plate.

Publicidade

Entretanto, um raio-x mostra diferenças. Zico precisou de oito partidas, num total de 20, para marcar os 16 gols. Gabigol, com o mesmo número de jogos, conseguiu igualar o Galinho de Quintino após 11 duelos.

Outro detalhe é na bola parada. Zico fez três gols de pênalti, sendo um no primeiro jogo da final de 1981, no Maracanã, e três de falta, um no jogo desempate do título, em Montevidéu, no Uruguai. Gabigol marcou cinco de pênalti.

No chamado “hat-trick”, Zico tem dois neste período: um 1981, contra o Cerro Porteño, do Paraguai, e outro em 1983, diante do boliviano Blooming. O atual camisa 9 ainda não conseguiu.

— Acabei chegando ao número do Zico, que é nosso maior ídolo, o nosso rei. Foi um jogo histórico para mim e para o Flamengo, creio eu. Feliz por esse recorde igualado. Divido isso com os meus pais, com todo o meu estafe e com os jogadores do Flamengo — declarou Gabigol, após a vitória sobre a LDU, na terça-feira, em Quito

O jogador rubro-negro tem 16 gols pelo Flamengo na Libertadores, mas são 17 na competição sul-americana. Ele ainda tem um pelo Santos.

Em 111 partidas pelo Flamengo, Gabigol já marcou 79 gols, além de 25 assistências, totalizando 104 participações em gols. Mas ainda longe de Zico: 509 gols em 732 jogos.

— Ele continuando assim, tem tudo para se tornar um dos maiores da história do Flamengo e do futebol brasileiro. Porém, ao meu ver, ele ainda precisa bater falta e fazer mais gols de cabeça — disse Zico, há cerca de um mês, em seu canal no Youtube.

Retirado de: Extra

Publicidade