E se fosse o Gabigol? Árbitro não relata na súmula proposta de Dudu por tempo de acréscimo

1657
Publicidade

Na tarde do último domingo (12), o Flamengo venceu o Palmeiras, por 3 a 1, de virada, em pleno Allianz Parque, em jogo válido pela 20ª rodada do Campeonato Brasileiro. Em determinado momento do segundo tempo, quando o placar ainda marcava 1 a 1, o atacante Dudu propôs que a arbitragem desse cinco minutos de acréscimos ao dizer: “Eu pago o que você quiser”. O pedido do jogador, no entanto, não foi relatado na súmula da partida.

A declaração do atacante foi flagrada durante a transmissão da Rede Globo: “Quero fazer uma aposta com você. Se vocês derem mais de cinco minutos de acréscimos, eu te pago o que você quiser”, disse Dudu ao quarto árbitro. No entanto, o juiz Wilton Pereira Sampaio não relatou a proposta do jogador na súmula do jogo.

Publicidade

Em súmula, o árbitro relatou somente os cartões amarelos aplicados aos jogadores rubro-negros Vitinho e Pedro, ambos por motivo semelhante: “entrada de forma temerária contra o adversário na disputa da bola”. Além disso, a expulsão do atleta palmeirense Zé Rafael, aos 50 minutos do jogo, também foi justificada.

Vale ressaltar que, com a vitória, o Flamengo atingiu 34 pontos e passou a ocupar a terceira colocação na tabela de classificação, colado no vice-líder Palmeiras, com 35. Cabe lembrar que o Mais Querido possui dois jogos a menos em relação ao Alviverde e ao líder Atlético-MG, que venceu o Fortaleza na 20ª rodada e atingiu 42 pontos.

Publicidade