Eduardo Paes rasga elogios ao Flamengo por volta do público: “Nenhum gesto pra burlar regra ou tentar economizar”

418
Publicidade

UOL: Integrantes da Prefeitura do Rio de Janeiro concederam entrevista coletiva na manhã de hoje (17) e fizeram um balanço positivo do jogo entre Flamengo e Grêmio, pela Copa do Brasil, que aconteceu na última quarta-feira, no Maracanã, e serviu como evento-teste para a volta da torcida aos estádios.

Além disso, foi informado que São Januário está liberado a receber público. A decisão do Vasco, porém, depende de uma reunião que acontece hoje entre os 20 clubes da Série B do Campeonato Brasileiro e a Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Publicidade

“Queria fazer um agradecimento público à diretoria do Flamengo pela maneira como conduziu o evento. Eu tinha tido garantias pessoais do presidente Landim de que isso seria tratado como prioridade máxima e com muita organização pelo Flamengo, e foi o que vimos. Total respeito e diálogo com a Secretaria de Saúde, a busca permanente em atender todas as exigências, que não são simples e que tornam para o clube realizar o jogo bem mais caro. Na hora que exige teste, tem de botar mais gente… Todas as determinações da Secretaria de Saúde encarecem o evento e não tivemos, do Flamengo, gesto algum para tentar burlar uma regra, tentar economizar, se livrar de um problema. Pelo contrário, boa parte do protocolo foi proposto pelo próprio Flamengo, com nível alto de exigência”, disse o prefeito Eduardo Paes.

“Isso mostra que a gente pode ir avançando nisso e realizar outros jogos. Se Deus quiser, vamos ter muitos jogos do Flamengo no nosso Maracanã. Claro que estarei torcendo pelo meu Vasco em São Januário, mas é uma alegria, como prefeito, ver os rubro-negros torcendo no Maracanã”, completou.

Secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz também fez elogios ao Rubro-Negro e apontou que o duelo da última quarta-feira traz para a Prefeitura dados científicos em relação a aos eventos esportivos.

“O evento-teste, para a gente, é super importante. As pessoas têm necessidade de momentos de lazer. Muitas pagaram valores extras e se submeteram ao teste para participar deste evento. Foi impressionante a organização do Flamengo. A gente sai agora de uma área de percepção para ter as informações científicas em relação a isso”, indicou.

Soranz ressaltou ainda que os torcedores que estiveram no Maracanã para acompanhar o Flamengo x Grêmio serão monitorados e confirmou que o Vasco também recebeu o aval para ter a torcida nas partidas em casa.

“Na Europa, por exemplo, fizeram os jogos e outros eventos esportivos sem utilização de máscara, distanciamento… Ainda estávamos inseguros neste primeiro teste, então, colocamos diversas camadas de proteção. A primeira é o passaporte vacinal, a segunda é a testagem, e a terceira camada, que é a mascara e o distanciamento, que sabíamos que ficaria um pouco frágil em um evento esportivo. Todas as pessoas que estiveram presentes serão acompanhadas por 14 dias, através do CPF. Teremos outros evento-teste na cidade, teremos o Vasco, que foi liberada hoje a autorização para uso de São Januário no domingo. Essa autorização de outros eventos-teste vai começar a acontecer”, indicou.

Vale lembrar que, no caso da Série B do Brasileiro, haverá um encontro hoje (17) para debater o retorno do público. Ficou acordado que 13 dos 16 municípios que sediam a competição precisam dar o “ok” para que a ideia seja concretizada.

Já na Série A, o conselho técnico está marcado para o próximo dia 28. A Prefeitura do Rio de Janeiro havia liberado três jogos do Flamengo no Maracanã — contra o Grêmio pela Copa do Brasil e Brasileiro, e contra o Barcelona de Guayaquil, pela Libertadores. Uma decisão do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) derrubou a liminar favorável ao Rubro-Negro e o duelo deste domingo, contra o Tricolor gaúcho, não terá torcida.

 

Publicidade