Ex-zagueiro do Flamengo entra na justiça e cobra indenização de 4,2 Mi

23
Ex zagueiro do Flamengo entra na justiça e cobra indenização de 4,2 Mi
Ex zagueiro do Flamengo entra na justiça e cobra indenização de 4,2 Mi
Publicidade

Dener em atuação pelo Flamengo na Copinha (Foto: Agência Estado)

Após anunciar sua aposentadoria por conta de problemas decorrentes de lesões no joelho, Dener Machado iniciou ação trabalhista contra o Flamengo. O ex-jogador alega erros do departamento médico do clube no tratamento da lesão sofrida e cobra indenização de R$ 4,2 milhões.

Publicidade

O processo foi entregue para a 1ª Vara do Trabalho do Rio de Janeiro, na última quarta-feira (10).

Segundo consta na ação, depois de passar pela segunda cirurgia na tentativa de se recuperar da lesão, o jovem foi tratado inadequadamente pelo rubro-negro. No documento, o jogador diz que sentia fortes dores enquanto realizava o trabalho de transição para o campo, mas afirma que quem o tratava falava que “era normal” e ele deveria continuar o processo.

O documento ainda detalha que mesmo com os problemas médicos identificados na ressonância magnética diagnosticando a necessidade de uma nova cirurgia, o Flamengo decidiu não realizar o procedimento.

Diante da situação, o jovem foi emprestado ao Figueirense em 2018 e, segundo os advogados de Dener, a equipe médica do clube catarinense prontamente detectou a necessidade de procedimento cirúrgico para correção do dano. Mesmo discordando do time sulista, o Fla acompanhou a cirurgia.

“Os médicos do Figueirense FC prontamente identificaram a lesão do joelho esquerdo. Os médicos imediatamente recomendaram que fosse realizada nova cirurgia no joelho esquerdo. Os médicos da Reclamada tentaram convencer o Reclamante a não realizar a cirurgia, todavia, as fortes dores, inchaços, a cirurgia foi realizada em 22/06/2018″, afirmam os advogados Filipe Rino e Thiago Rino.

Por conta da Copa do Mundo ter ocorrido naquele ano, o Flamengo estava de recesso quando o procedimento foi realizado. Desta forma, Dener ficou sem atendimento e fisioterapia por 20 dias, o que provocou uma fibrose no joelho.

“Nesses 20 dias, não houve acompanhamento de nenhum profissional. Por conta desse período, o joelho esquerdo enrijeceu, ficou “duro”, causando fibrose, que foi diagnosticada meses após.”

Após o acontecimento citado, o jovem permaneceu no Flamengo até março de 2019, quando pediu rescisão contra a sua vontade, retornando ao Figueirense. O ex-jogador não informou detalhes sobre o motivo da quebra de contrato.

No clube, ele ainda passou por mais uma cirurgia, na tentativa de “limpar” o joelho da fibrose. O procedimento não foi suficiente para recuperar Dener e, após mais uma bateria de exames, recebeu recomendação médica para se aposentar.

Dener ficou no Flamengo por cinco anos. Chegou com 16, permanecendo até os 22. Nesse período, participou de duas Copas São Paulo de Futebol Júnior, sendo capitão em algumas partidas.

Publicidade