Um dos centroavantes mais respeitados do mundo, Diego Costa é o mais novo objetivo do Flamengo. Tanto que, nas últimas horas, Marcos Braz e Bruno Spindel têm concentrado esforços na tentativa de convencer o Atlético de Madrid a negociar o camisa 9, de 30 anos de idade.

O Fla já fez um primeiro sinal de que gostaria de pagar € 10 milhões ao clube espanhol pela quebra do contrato – Diego Costa tem mais dois anos de vínculo com o Atlético.

O jornalista Jorge Nicola apurou que o Rubro-Negro consegue chegar a até € 13 milhões (aproximadamente R$ 55 milhões). Apesar das altas cifras envolvidas, o negócio é tratado na Gávea como extremamente complexo. Para avançar, será fundamental que Diego Costa demonstre muita vontade em voltar ao Brasil.

Primeiro, para ajudar no processo de convencimento do Atlético em relação à liberação por um valor relativamente baixo. Depois, por causa da questão salarial. Na capital espanhola, Diego Costa recebe € 8,5 milhões (R$ 35,8 milhões) por temporada. Por mês, já incluindo o 13º, isso equivale a R$ 2,7 milhões.

O jogador mais bem pago do atual elenco rubro-negro é Gabigol, que ganha menos da metade: R$ 1,25 milhão por mês. Nem o técnico Jorge Jesus, recém-contratado com status de salvador da pátria, embolsa perto: seus vencimentos são na casa de R$ 1,3 milhão por mês.

Diego está na Europa desde 2006, com destaque para as duas passagens pelo Atlético de Madrid e para o período de 2014 a 2017 no Chelsea. Na Inglaterra ele, inclusive, foi bicampeão da Premiere League.

Empresariado por Jorge Mendes, agente português mais badalado do mundo, o centroavante da cidade de Lagarto, no Espírito Santo, acabou se naturalizando espanhol e já tem 26 partidas e dez gols pela seleção.

Retirado de: Jorge Nicola

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui