Flamengo mira oportunidades no mercado para contratar reforços

292
Flamengo mira oportunidades no mercado para contratar reforços
Flamengo mira oportunidades no mercado para contratar reforços
Publicidade

Marcos Braz no gramado do Maracanã (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)

Após duas temporadas marcadas por muito apetite no mercado da bola, o Flamengo se ajusta a uma nova realidade em tempos de pandemia e troca a agressividade pelo faro de oportunidades para se reforçar.

Publicidade

Com pouco dinheiro no caixa, o Fla usa a vida do zagueiro Bruno Viana como modelo. Sem chances no Braga (POR), o defensor veio por empréstimo e com opção de compra dos direitos econômicos no valor de 7 milhões de euros (aproximadamente R$ 48,5 milhões). Tido como jogador de potencial, Viana se enquadra na equação entre custo e expectativa. Possíveis trocas também são consideradas uma boa fórmula.

Como o elenco flamenguista é recheado de astros e alguns jovens da casa pediram passagem em 2020, o Rubro-Negro não se afoba e calcula com calma os movimentos. A tendência é que não mais de três ou quatro novas peças reforcem o time de Rogério Ceni em um primeiro momento da temporada.

O técnico, aliás, intensificou as conversas por estes ajustes no elenco. Depois de curtir uns dias de descanso ao fim do Campeonato Brasileiro, Ceni antecipou o retorno aos trabalhos e já conversou pessoalmente com o vice de futebol Marcos Braz. Antes mesmo do octacampeonato, o planejamento já estava traçado, mas a presença do treinador vai acelerar algumas medidas.

“Achei que deveria voltar mais cedo para reorganizar a pré-temporada, treinamentos e desenhar novos treinamentos para que a gente faça uma pré-temporada adequada”, disse Ceni à FlaTV.

Ao passo que nomes chegam aos montes na mesa da cúpula de futebol, o Rubro-Negro só tem uma negociação realmente em curso: a volta do lateral direito Rafinha. A novela se arrasta, as partes aparam arestas financeiras, mas os dois lados acreditam em um final feliz. Se tudo correr como o esperado, o jogador pode já estar presente na reapresentação do elenco principal, na próxima segunda-feira (15).

Com as receitas comprometidas pela Covid-19, a manutenção dos astros é considerada ainda mais importante do que as eventuais chegadas. Embora não haja nenhuma transação no momento, existe o temor de que algum dos astros tenha de ser negociado mais adiante. Com entradas financeiras essenciais comprometidas pela crise, dificilmente o Fla será capaz de honrar compromissos se a crise persistir. Vale destacar que a falta de público nos estádios está fazendo muito falta para todos os times do futebol nacional.

Garotos em ação

Enquanto os campeões seguem de férias, os meninos da casa são os responsáveis por iniciar a disputa do Carioca. Ainda que nomes como João Gomes e Rodrigo Muniz já sejam conhecidos de Ceni, o treinador deixou claro que este campo de observação está aberto:

“Muitos garotos eu já conheço, outros estão nas categorias de base e isso serve como observação. Vou participar, olhar e acompanhar os treinamentos do Maurício [Souza, técnico do sub-20] e discutir alguma situação de jogo”, comentou o treinador.

Publicidade