Flamengo se dá bem no mercado e prepara bote final

11
Flamengo se dá bem no mercado e prepara bote final
Flamengo se dá bem no mercado e prepara bote final
Publicidade

As contratações de Andreas Pereira e Kenedy são muito festejadas pelo Flamengo, que viu nos negócios uma demonstração de força no mercado da bola ao ter êxito em transações com os gigantes ingleses Manchester United e Chelsea.

O apetite rubro-negro por ao menos mais um reforço segue. Porém, o clube vive uma corrida contra o tempo e calcula os investimentos de olho no calendário de inscrições para as competições.

Publicidade

Caso queira algum outro novo nome apto para a Copa do Brasil, o Fla tem até hoje para se reforçar. A chance é considerada mínima e isso influi nos movimentos rubro-negros nas negociações.

Alvo antigo do Flamengo, Thiago Mendes, por exemplo, fica ainda mais distante diante neste cenário. Como o Lyon não abre mão de receber pouco mais de R$ 16 milhões pelo empréstimo, o Rubro-Negro entende que as bases propostas ficam ainda mais inviáveis sem que o jogador possa ser inscrito no mata-mata nacional.

De olho nas alternativas fora do país, o Fla também tem outras datas-chave na mira. No dia 28 termina o prazo para chegada de atletas de fora. Já no próximo dia 31, as principais ligas encerram seu prazo de registro de reforços.

Caso não traga mais ninguém até o último minuto da próxima sexta, o Fla terá de se contentar em buscar peças que possam jogar a Libertadores (até 72 horas antes da semi) e o Brasileiro (24 de setembro), cujos prazos de registro ainda são mais confortáveis.

Os rubro-negros buscam um defensor e se fecham quanto aos alvos. Nome que circulou nos últimos dias, David Luiz é considerado jogador caro, embora os cariocas se neguem a fechar as portas para a possibilidade.

— Se falar de zagueiro, vai ter sempre alguém na nossa lista e tem de ser assim. Mas não temos o que falar do David Luiz, não teve nenhuma proximidade, nenhuma questão relacionada à proposta, não tem nada disso, disse o vice de futebol Marcos Braz.

A favor do clube há a escassez de ofertas do Velho Continente, o que pode fazer com que haja uma aproximação maior. O Flamengo crê que a vida do ex-jogador da seleção passa mais por uma escolha de carreira do que por uma questão financeira, e as últimas horas de mercado da bola no futebol europeu podem ditar o ritmo dessa conversa.

— A gente sabe muito bem quanto custa o David Luiz. Mas não tem nada perto, eu não vou enganar a torcida, emendou Braz.

O sonho por Thiago Mendes, do Lyon (FRA), segue vivo, porém cada vez mais distante. Os contatos seguem frequentes com os dirigentes franceses e o empresário Paulo Pitombeira, mas o clube não cede um milímetro sequer na pedida de 2,6 milhões de euros (R$ 16,3 milhões) para o empréstimo.

O bicampeão brasileiro vê o valor como inviável, ainda que ele fosse abatido em uma futura compra, que seria fixada em aproximadamente (R$ 62,9 milhões). Braz revelou que Mendes fez todo o esforço possível para vir para o clube, mas que seus movimentos não surtiram efeito ainda.

— No caso do Thiago Mendes, ele fez de tudo para poder vir para o Flamengo. Ele fez um acordo com o seu clube para conseguir vir para cá, fez de tudo que podia. Nós entendemos a decisão e seguimos o nosso caminho, com o compromisso financeiro necessário, disse o dirigente.

Retirado de: UOL

Publicidade