Jornalista exalta projeto do Flamengo na Europa e afirma: “Nenhum outro tem o poder de fazer melhor”

226
Três empresas disputam para lançar Fan Token do Flamengo; estimativa é de R$ 30 milhões por ano
Três empresas disputam para lançar Fan Token do Flamengo; estimativa é de R$ 30 milhões por ano
Publicidade

COLUNA DO FLA: O Flamengo tem o desejo antigo de internacionalizar a marca e tornar-se cada vez mais conhecido fora do eixo sul-americano. Este momento parece estar cada vez mais perto, visto que o Rubro-Negro já realizou uma reunião com os Conselhos sobre o assunto e, inclusive, planeja a ‘compra’ de um clube europeu. Em função disto, o colunista Luiz Fernando Gomes, do Lance!, analisou  a possibilidade de sucesso no futuro para o clube carioca.

Publicado no último domingo (05), o texto de Luiz Gomes relembrou as conquistas recentes do Flamengo e trouxe um relato da repercussão dos títulos do Mais Querido na Europa. De acordo com Luiz, o Rubro-Negro é o mais capacitado para dar esse ‘salto’ para a Europa e afirma que nenhum outro clube brasileiro é capaz de fazer melhor.

Publicidade

“Em janeiro do ano passado, antes da pandemia começar, portanto, um amigo meu, rubro-negro doente, esteve passeando pela Espanha. A camisa vermelha e preta – modelo da conquista da Libertadores de 2019, é claro – foi o uniforme oficial da viagem. E o cara se surpreendeu: por várias vezes foi saudado, não por turistas como ele ou brasileiros exilados por lá, mas por legítimos espanhóis, em Madrid ou Barcelona, que identificaram a roupa que ele usava. Mas por que falar disso agora? Esta historinha, rasteira, tem muito a ver com o projeto do Flamengo de internacionalizar sua marca. Talvez o clube da Gávea até não seja o único por aqui a ter realmente condições de dar um salto para o lado de lá do Oceano Atlântico. Mas, com toda certeza, nenhum outro tem o poder de fazê-lo melhor”, escreveu.

Cabe destacar que o vice-presidente de finanças, Rodrigo Tostes, detalhou as partes do processo de internacionalização do Flamengo. O dirigente, inclusive, revelou que o Rubro-Negro conversou com cinco clubes europeus, no entanto, o Tondela (Portugal) é quem está mais avançado. Com isso, encerrando a coluna, Luiz Gomes analisou a parceria entre o Mais Querido e a equipe portuguesa.

“O Flamengo português – ou o Tondela-Flamengo pode já nascer forte. Pelas estimativas oficiais, vivem hoje em Portugal cerca de 190 mil brasileiros. Mantida além mar a proporção da torcida rubro-negra no Brasil – 40 milhões de pessoas segundo as últimas pesquisas, ou quase 20% da população nacional – o clube português surge com um potencial em torno de 38 mil fãs. Ou seja, quase oito vezes mais a capacidade do estádio João Cardoso onde manda seus jogos. Se nunca voltou para a segunda divisão, desde que chegou à elite do futebol lusitano, em 2015, o Clube Desportivo Tondela, uma sociedade empresarial, também nunca chegou a disputar posições no topo da tabela da Primeira Liga. A parceria e o investimento do Flamengo podem ser o impulso que faltava. O melhor que pode acontecer é este negócio tornar-se um ganha-ganha que pode, quem sabe, estimular outros de nossos grandes a seguirem a mesma trilha”, encerrou.

 

Publicidade