Michael será titular duas vezes seguidas pela primeira vez no Flamengo

60
Michael será titular duas vezes seguidas pela primeira vez no Flamengo
Michael será titular duas vezes seguidas pela primeira vez no Flamengo
Publicidade

Michael, jogador do Flamengo – Foto: Marcelo Cortes

LANCE: Para os “Garotos do Ninho” que estão representando o Flamengo neste início de Carioca, os jogos da Taça Guanabara são as primeiras oportunidades de mostrarem seus valores. Para Michael, reforço mais caro de 2020, é uma chance única de, enfim, ter uma sequência no clube. No Fla-Flu deste domingo, às 18h no Maracanã, o atacante será titular em duas partidas consecutivos pela primeira vez. O clássico contará com transmissão em tempo real do LANCE!.

Publicidade

– Quando eu quis voltar antes (do fim das férias) essa era a intenção. Ter um pouco mais de sequência, adquirir essa confiança, e me esforçar mais para quando o elenco voltar eu possa ajudar mais. Tanto treinando quanto jogando. Vou dar o meu melhor. Nem sempre será suficiente, mas a minha vontade de ajudar nunca vai faltar – afirmou o atacante, que completou 25 anos na sexta.

Michael é um dos atletas que antecipou o retorno aos treinos no Ninho do Urubu, abrindo mão da lua de mel, como explicou na semana de preparação para o Fla-Flu. Em 2020/21, o atacante disputou 43 partidas pelo Flamengo, sendo apenas 10 como titular. Com Rogério Ceni, que assumiu o comando da equipe em novembro, só iniciou os jogos contra o São Paulo, na Copa do Brasil, sendo substituído duas vezes no intervalo. Ainda com o técnico, saiu do banco oito vezes, somando 69 minutos – média de quase nove minutos como reserva.

O Fla-Flu será o último jogo antes a reapresentação do grupo principal, com Everton Ribeiro, Bruno Henrique, Arrascaeta, Gabigol & Cia. A concorrência no setor ofensivo seguirá forte em 2021 e Michael, ciente disso, quer aproveitar mais essa oportunidade que terá sob o comando do técnico Maurício Souza.

– O elenco aqui é muito forte. O que esses quatro fizeram é de tirar o chapéu. Eu fico no banco, mas eu fico feliz de bater palma para esses moleques, que eles jogam muito. Muita qualidade, muito esforço. Estou aprendendo muito com o Arrasca, com o Bruno, com o Gabi, com o Ribeiro. Eu tenho que esperar e saber respeitar cada companheiro que tenho. São meninos bons, pessoas boas, e quero aprender cada dia mais com eles – finalizou o camisa 19 do Fla.

Publicidade