Não para por ai: Flamengo pede áudio da sala do VAR do duelo entre Atlético-MG x Santos

2256
Landim confirma que tentará reeleição no Flamengo
Landim confirma que tentará reeleição no Flamengo
Publicidade

URUBU INTERATIVO: Por Diogo Ferreira

Na última quarta-feira, O Atlético-MG venceu o Santos por 3 a 1, no Mineirão. Contudo, a partida foi marcada por muita polêmica envolvendo algumas participações do VAR em lances ao longo da partida. Em um certo momento, um dirigente do clube mineiro até tentou invadir a cabine do árbitro de vídeo no estádio. Com base nisso, o Flamengo solicitou o áudio da sala do VAR no duelo.

Publicidade

Vale ressaltar que o Rubro-Negro carioca disputa a liderança do Brasileirão no momento. Até então, a diferença entre as equipes é de 11 pontos. Porém, o Flamengo está com dois jogos a menos e tem a oportunidade de reduzir para 2 pontos no confronto direto, no Maracanã.

As polêmicas no duelo da última quarta foram para os dois lados. Na primeira etapa, o Atlético-MG reclamou de um pênalti não marcado em Zaracho, puxado na pequena área. Aos 38 minutos, o atacante Dylan Barrero também reclamou de uma possível penalidade. O meia de 19 anos foi derrubado, mas o juiz entendeu que não houve nada.

Já na segunda etapa, as polêmicas que irritaram os santistas começaram. Quando o Peixe vencia por 1 a 0, o árbitro Paulo Roberto Alves Júnior acionou o VAR e marcou pênalti para o time da casa. Nacho empatou.

Um pouco depois, após o Atlético-MG já ter virado a partida, o juíz marcou novo pênalti em Calebe após o auxílio do VAR. Na ocasião, Nacho perdeu o pênalti, mas no rebite conseguiu concluir para gol.

Após a partida, o atacante do Santos, Marinho falou das polêmicas no Mineirão: “O pênalti também foi meio duvidoso e, no segundo gol, também houve uma falta que não entendi muito bem. Depois, o juiz começou a minar o jogo. É difícil falar de arbitragem. A gente respeita, mas é complicado quando o VAR olha toda hora e não olha na nossa hora”, disse.

Nesse sentido, agora fica a expectativa para vê se a entidade da CBF irá atender o pedido do Flamengo. Em meio a isso, os dois clubes seguem se preparando para seus próximos confrontos no Campeonato Brasileiro.

Publicidade