Organizadas emitem nota sobre valores de ingressos e engrossam tom com diretoria

530
Publicidade

O Flamengo liberou a venda de ingressos para o duelo de volta da semifinal da Copa do Brasil, contra o Athletico, na tarde da última terça-feira (19). O alto valor gerou revolta imediata nas principais torcidas organizadas do Rubro-Negro carioca, que um dia depois, na manhã desta quarta-feira (20), se uniram por meio de nota oficial para protestar pelo custo elevado. Um dos principais questionamentos é pelo preço do Setor Norte, tradicionalmente cedido aos principais movimentos da Nação no Maracanã.

O ingresso mais barato custa R$ 80,00 inteira e R$ 40,00 para sócio-torcedor e meia-entrada no setor Sul do Maracanã. O Norte, tradicional das organizadas, está sendo comercializado por R$ 200, 00 e R$ 100,00 para ST e meia. Leste Inferior e Superior estão R$ 600,00 e R$ 400,00 respectivamente. Em nota, as torcidas questionaram, principalmente, o elevado custo da parte mais tradicional do estádio.

Publicidade

CONFIRA A NOTA NA ÍNTEGRA

“As torcidas organizadas do Clube de Regatas do Flamengo signatárias, representadas por suas diretorias, vêm, através desta nota, manifestar imenso descontentamento com a decisão de preços dos ingressos para o jogo da semifinal da Copa do Brasil.

A precificação dos ingressos para o jogo de volta da semifinal da Copa do Brasil, nos mostra, mais uma vez, que para diretoria do Clube de Regatas do Flamengo, nós torcedores somos meros consumidores. Por qual motivo o ingresso para o setor Norte, tradicionalmente popular, setor das organizadas, do povo, custa sessenta reais a mais do que o Setor Sul? Uma diferença gritante, num setor equivalente e historicamente mais acessível. É inacreditável.

 

Publicidade