Perfeição! Gerson, do Flamengo, acertou todos os passes contra o Vélez

1
Perfeição! Gerson, do Flamengo, acertou todos os passes contra o Vélez
Perfeição! Gerson, do Flamengo, acertou todos os passes contra o Vélez
Publicidade

O Flamengo iniciou a Conmebol Libertadores da melhor forma possível. Vitória por 3 a 2 sobre o Vélez, fora de casa. O resultado traz bons recortes para Rogério Ceni, mas, ao mesmo tempo, reforça algumas dores de cabeça do treinador.

De lado positivo, o treinador pode tirar certamente o setor ofensivo do clube mais badalado do continente. Na terceira edição de Libertadores com o quarteto Arrascaeta, Everton Ribeiro, Bruno Henrique e Gabigol, o time tem o uruguaio e o camisa 9 mais próximos ao nível praticado em 2019.

Publicidade

Enquanto Arrascaeta decidiu a vitória com um golaço, foi Gabigol que deixou tudo igual em 2 a 2 em momento crucial da partida. A dupla entrou em ação em outro lance, quando o camisa 14 serviu o centroavante, que parou no goleiro adversário.

Outro ponto a se destacar é o fato de o Flamengo ter meias atuando como volante. Gerson e Diego ainda sofrem na recomposição pelo fato de o Rubro-Negro ser bastante ofensivo, mas fazem os cariocas controlarem bastante o jogo com a bola nos pés.

Gerson, por exemplo, acertou 100% dos passes que deu contra o Vélez, de acordo com as informações do perfil Opta Javier, especialista em análises e números do futebol sul-americano. Ao todo, ele serviu seus companheiros 44 vezes, uma delas no gol marcado por Willian Arão.

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Gávea News (@gaveanews)

Quem também teve bom desempenho nos passes foi Diego. O camisa 10 teve um percentual de 91,1% de aproveitamento ao servir companheiros. Além disso, foi o segundo jogador que mais participou do jogo em campo, com 81 ações.

No entanto, nem tudo é positivo para o Flamengo. A defesa rubro-negra segue exposta e com números ruins. Nos últimos cinco jogos, foram 10 gols sofridos em campo. Além de ser vazado, o setor apresenta graves falhas de posicionamento.

Diante do Vélez, o próprio técnico Rogério Ceni admitiu falha na bola da parada. No segundo gol argentino, Filipe Luís ‘dormiu’ no lance e deixou Lucas Janson livre para marcar. No primeiro gol do adversário, um contra-ataque deixou a defesa rubro-negra totalmente aberta, contando ainda com um bote desnecessário de Gustavo Henrique na jogada.

— Normalmente a defesa erra pelo sistema. Com exceção das bolas paradas, logicamente. Você pode nomear jogadores e funções, é o único momento em que a bola está no local. Falhamos realmente na bola parada. Primeiro gol uma roubada de bola nossa, tomamos o contra-ataque. Vejo hoje muito mais mérito a se destacar. Lógico que temos que melhorar o sistema defensivo como um todo, mas vejo muito mais mérito. A única vez que venceu na Libertadores na Argentina foi em 1982. Temos que valorizar coisas boas, disse o treinador.

O Flamengo agora enfrenta o Volta Redonda, no sábado, às 19h, pelo Campeonato Carioca. Na próxima terça-feira, o duelo será contra o Union La Calera, pela Libertadores. A partida terá transmissão do Fox Sports, às 19h15.

Retirado de: ESPN

Publicidade