Sem vacina, Bolsonaro não poderá entrar no Uruguai para final entre Flamengo e Palmeiras

0
Publicidade

COLUNA DO FLA: Assim como ocorreu nas finais recentes, sejam nacionais ou continentais, o presidente Bolsonaro também não estará presente no Estádio Centenário na tarde deste sábado (27). Sem os principais protocolos de segurança, visto que optou não vacinar contra Covid-19 por vontade própria, o mandatário sequer teria acesso ao palco da decisão entre Flamengo e Palmeiras, mas não é só por este motivo. De acordo com o Planalto, Jair tem um evento em Resende marcados horas antes do grande evento da Conmebol.

O compromisso em Resende, no Rio de Janeiro, é para uma formatura de cadetes da Academia Militar das Agulhas Negras. A instituição foi frequentada por Jair Bolsonaro nos anos 1970 e, portanto, não há nada agendado para o presidente em Montevidéu – a informação inicial é do portal UOL. O mandatário, aliás, é torcedor declarado do Palmeiras, adversário do Flamengo nesta edição final de Libertadores da América.

Publicidade

Além do evento citado acima, o presidente não teria acesso ao Estádio Centenário justamente por não atender as normas obrigatórias do local – como, por exemplo, a exigência do quadro vacinal. Há, também, uma alteração sobre o protocolo na entrega do título, que agora tem a presença de autoridades no gramado vetada. Bolsonaro não esteve presente na decisão 2020, no Maracanã, e nem no duelo entre Brasil e Argentina, na final da Copa América, no Templo Sagrado.

Flamengo e Palmeiras definem a Libertadores da América neste sábado (27), às 17h (horário de Brasília), no Estádio Centenário, em Montevidéu, no Uruguai. O duelo coloca os dois últimos campeões do torneio continental frente a frente. Cabe pontuar, ainda, que falta pouco para Maior do Mundo esgotar toda carga de ingressos destinadas à Nação.

 

 

Publicidade