“Sonho de família”, diz Gabriel Barros sobre estreia pelo Flamengo

18
"Sonho de família", diz Gabriel Barros sobre estreia pelo Flamengo
"Sonho de família", diz Gabriel Barros sobre estreia pelo Flamengo
Publicidade

Gabriel Reis, do Flamengo – Foto: Paula Reis

LANCE: A estreia do Flamengo no Campeonato Carioca foi recheada de caras novas. Uma delas era o atacante Gabriel Barros, que entrou no segundo tempo da vitória por 1 a 0 sobre o Nova Iguaçu, na última terça-feira, e realizou dois sonhos de uma vez só: estrear como profissional e atuar no Maracanã. Emocionado com as realizações, o jovem falou sobre como se sentiu e qual filme passou pela sua cabeça no caminho para o estádio.

Publicidade

– Foi uma sensação única, um sonho meu e da minha família sendo realizado. Principalmente meu pai, que sempre esteve comigo nos momentos mais difíceis. Devo isso muito a ele. Passou um filme pela cabeça por estrear no profissional do Flamengo. Foi uma grande realização. Sei que é só o início desse sonho, ainda faço parte do grupo sub-20, mas ter essa sensação já foi maravilhoso – disse o jogador, antes de completar ressaltando a estreia no Maracanã:

– Foi emocionante. Senti um frio na barriga, fiquei imaginando se estivesse lotado, fiquei muito emocionado porque foi a realização de um sonho de moleque que se tornou realidade. Eu ainda não tinha jogado no Maracanã, mas tinha certeza que um dia estaria lá.

O próximo desafio do Flamengo na competição será diante do Macaé, neste sábado, às 18h, novamente no Maracanã, pela 2ª rodada da Taça Guanabara, e a equipe continuará sob o comando de Maurício Souza, mas já será reforçada por alguns jogadores que fazem parte do elenco principal e retornam da folga após o título brasileiro – como Michael e Pepê.

– É muito legal receber essa oportunidade e ter a chance de atuar como profissional, viver aquele ambiente. O Maurício nos conhece bem do sub-20 e sabe que todos podem ajudar o Flamengo nesse momento. Temos que continuar fazendo bem o nosso trabalho na base para quando a equipe de cima precisar, estarmos preparados – finalizou Barros, de 19 anos.

Publicidade