Torcedor faz rifa de camisa do Flamengo para ajudar no câncer da esposa

41
Torcedor faz rifa de camisa do Flamengo para ajudar no câncer da esposa
Torcedor faz rifa de camisa do Flamengo para ajudar no câncer da esposa
Publicidade

Camisas oficiais do Flamengo de 2020 (Foto: Paula Reis/Flamengo)

O autônomo Bruno Aguiar, de 37 anos, morador do Morro do Urubu, em Piedade, na Zona Norte, está fazendo uma rifa de R$15 da nova blusa do Flamengo, lançada no dia em que o clube foi octacampeão do Campeonato Brasileiro. Apesar da felicidade de ver o time vencer a competição por dois anos seguidos, Bruno agora não tem motivo para comemorar. O rapaz resolveu abrir mão do manto rubro-negro por um motivo especial: Ajudar a custear o tratamento do câncer no colo do útero da esposa Renata Batista, de 38 anos. “A doença foi descoberta no final de setembro do ano passado.

Publicidade

Minha esposa começou a ter sangramentos que não eram normais e decidimos ir ao médico para que ela fizesse alguns exames detalhados. Como a perda de sangue era grande, ela teve que ficar internada por 15 dias no Hospital Maternidade Fernando Magalhães”, conta Bruno.

O autônomo disse ainda que quando Renata foi para casa, o casal ficou esperando o resultado do exame, que logo depois constatou a doença. “Foi um baque para todo mundo. Depois dali a gente começou uma corrida contra o tempo porque estava em um grau avançado. Conseguimos levá-la para o Hospital Mário Kroeff e começamos a quimioterapia e a radioterapia, aí o sangramento logo parou, graças a Deus”, comemora.

Bruno relata que o tratamento é feito em três etapas. “Ela terminou a quimio no dia 12 de janeiro e a radio no dia 5 de janeiro. No dia 25, ela foi incluída no sistema de regulação para sair do Kroeff e ir para o Inca (Instituto Nacional do Câncer), porque lá é o único lugar que faz de graça a braquiterapia, que é o último processo do tratamento”.

Apesar de Renata ter entrado na fila para ser tratada por profissionais do Inca, há um problema: Para as pessoas serem chamadas para o atendimento, demora aproximadamente cinco meses, tempo esse que a esposa de Bruno não pode esperar.

“Nós conversamos com os médicos da Renata e eles disseram que esse tempo é muito longo e a situação dela pode piorar. Então eu corri atrás para fazer essa rifa e arrecadar o dinheiro para tentar pagar o tratamento por fora. Eu também entrei com uma ação na Justiça, só que está demorando muito”, desabafa Bruno.

Valor do tratamento

Bruno disse ainda que o valor mais baixo que ele pesquisou para o tratamento é de R$ 16 mil sem o médico anestesista. Sendo que Renata precisará passar por três sessões de braquiterapia, ou seja, irá precisar pagar pelo profissional três vezes.

“Nós somos bem humildes. Minha esposa é vascaína e está bastante emocionada porque tem uma galera que torce para o Flamengo e está comprando a rifa para ajudar. Estão perguntando sobre ela, desejando coisas boas. Isso para a gente é fundamental. Nós precisamos fazer esse tratamento para ela ter a cura e vivermos nossa vida bem”, finaliza.

Como funcionará o sorteio?

O sorteio será realizado através do site da Loteria Federal, basta entrar em contato diretamente com o próprio Bruno pelo Whatsapp (99247-0514) ou Twitter (twitter.com/Bruno_A83). O vencedor poderá escolher o tamanho do manto, sendo feminino ou masculino. A data limite para o sorteio acontecer é no dia 3 de abril.

Bruno também criou uma vaquinha (site para arrecadar dinheiro), para conseguir uma quantia maior de dinheiro. Quem quiser ajudar, é só entrar no site e contribuir.

Retirado de: O Dia

Publicidade