Venda de Gerson faz Flamengo reduzir dívida milionário; veja valor

973
Rogério Ceni fala sobre a situação de Gerson no Flamengo
Rogério Ceni fala sobre a situação de Gerson no Flamengo
Publicidade

Venda de Gerson faz Flamengo reduzir dívida em R$ 127 milhões em 2021

O Flamengo conta com um elenco estrelado, recheado de grandes jogadores e desde 2019 vem brigando por tudo o que disputa. Por outro lado, manter um grupo de atletas com tanta qualidade não é tão simples. Muitas vezes, é preciso negociar alguns deles, como forma de garantir a saúde financeira do clube. Esse, inclusive, foi o caso de Gerson, ídolo da Nação, que foi vendido ao Olympique de Marselha (FRA), no meio do ano, e possibilitou uma redução de R$ 127 milhões na dívida do Mengo.

A venda de Gerson girou em torno de 20,5 milhões de euros (R$ 135 milhões) e foi fundamental para a redução da dívida. Além do Coringa, a negociação de Rodrigo Muniz com o Fulham, da Inglaterra, também contribuiu para a diminuição dos valores – o custo para os ingleses foi de 8 milhões de euros (R$ 52 milhões) – como informou Rodrigo Mattos, em seu blog no UOL.

Publicidade

O clube divulgou o balancete financeiro do terceiro trimestre, e as duas vendas somadas aos novos contratos (como o de Fan Token) possibilitaram ao Mais Querido ter um superávit de R$ 115 milhões. A dívida do clube agora gira em torno de R$ 553 milhões, e é considerada controlável, já que o Mengo prevê uma receita de mais de R$ 1 bilhão em 2021.

Se fora de campo a situação é tranquila, dentro o clima é de decisão. Isso porque, o Flamengo precisa tirar uma diferença de dez pontos para o líder Atlético-MG, se quiser conquistar o tricampeonato do Brasileirão. Nesta terça-feira (02), os comandados de Renato Gaúcho vão ao sul do país enfrentar o Athletico-PR, em duelo adiado da quarta rodada da competição. A bola rola às 16h (horário de Brasília), na Arena da Baixada.

 

Publicidade