Por que FPF vai ignorar pedido do MP pela paralisação do Paulistão

14
Por que FPF vai ignorar pedido do MP pela paralisação do Paulistão
Por que FPF vai ignorar pedido do MP pela paralisação do Paulistão
Publicidade
Por que FPF vai ignorar pedido do MP pela paralisação do Paulistão
Por que FPF vai ignorar pedido do MP pela paralisação do Paulistão

A Federação Paulista de Futebol (FPF) não vai acatar a sugestão dada pelo Ministério Público de São Paulo ao Governo do Estado de paralisar o Estadual por conta da crise de covid-19, segundo apurou o blog.

A entidade se reuniu nesta terça-feira (9) após a sugestão dada pelo procurador-geral de Justiça de São Paulo, Mario Sarrubbo, e decidiu que a bola continuará rolando por conta do protocolo de segurança adotado para que a competição continue. Um comunicado será emitido em breve.

Publicidade

A FPF conta com o apoio do Governo do Estado, que também não pretende validar a recomendação do Ministério. O discurso de ambos é que a “bolha no futebol” está segura, que todas as pessoas envolvidas são testadas frequentemente e que não há registro casos graves entre os atletas e membros da comissão.

O modelo usado como comparação é o de outros países da Europa, como a Inglaterra, por exemplo, que enfrentou uma nova onda grande de contaminação e, mesmo assim, manteve o futebol. Parar o futebol é um tabu entre os envolvidos por medo das consequências econômicas, sem nem contar o grave problema de calendário.

Como já mostrou em seu blog no UOL o jornalista Marcel Rizzo, há um pacto entre clubes, TVs e federações para que a bola continue rolando mesmo com a crise da covid-19.

Recentemente, a Conmebol adiou duas rodadas das Eliminatórias da Copa na América do Sul por conta da resistência dos europeus em ceder os atletas para as suas respectivas seleções. A entidade agora estuda rodadas triplas em setembro e em outubro.

Publicidade